A beleza de Morro de São Paulo

Está à procura de sossego, lindas praias de água morna e simplesmente nenhum automóvel para atrapalhar? Então, vá para Morro de São Paulo.

Como uma boa brasileira, eu amo praias e natureza e essas de nomes tão fáceis, Primeira, Segunda, Terceira e Quarta Praias, são mesmo coisa de outro mundo! Não há carros. Só pedestres, táxi-jegue, charretes, e o coletor de lixo (uma espécie de trator). Ou seja, no stress!

A primeira vez que ouvi falar de Morro de São Paulo deve ter sido há uns 15 anos. E logo de cara já fiquei apaixonada por esse lugar!

Como todo paraíso, não é tão fácil chegar lá, mas vou te mostrar como faz. E pode ter certeza que vai valer muito a pena.

Onde fica?

Morro de São Paulo fica na chamada Costa do Dendê, na Ilha de Tinharé. O aeroporto mais próximo é o de Salvador. Pra chegar até Morro, você tem pelo menos três opções. Vamos lá!

Do Aeroporto de Salvador: no próprio aeroporto há um avião pequeno que vai pra Morro. Essa opção é a mais rápida, cerca de 30 minutos, porém a mais cara, mais ou menos R$ 400,00 por pessoa/por trecho.

Via marítima: saindo do Mercado Modelo no centro, há lanchas e catamarãs, que ficam por volta de R$ 100,00 por pessoa/por trecho e leva cerca de duas horas. O horário do último catamarã é por volta das 14h30. (recomendo)

Via terrestre + marítima: é o caminho mais demorado, porém o mais econômico. É preciso atravessar a Baía de Todos os Santos até Bom Despacho, na ilha de Itaparica. Leva cerca de 40 minutos. Depois você deverá pegar um transporte até Valença. Na rodoviária, deve ir até o Terminal Marítimo de Valença e pegar uma lancha até Morro de São Paulo. O horário da última lancha é às 18h00. Valença é o lugar no continente mais próximo de Morro.

Parti do Mercado Modelo (via marítima). Na ida fui de lancha e na volta pegamos catamarã. Esse percurso dura cerca de 2 horas. É melhor tomar algum remédio contra enjoo. Apesar do tempo no mar, todo esforço vale a pena quando se fala de Morro de São Paulo.

Chegando lá

Chegando de lancha no pequeno atracadouro, vi um lugar simples porém lindo, com dizeres de “Bem-Vindo” em várias línguas.

Assim que você chega, você percebe o porquê do nome Morro de São Paulo: há um morro pra subir com as malas e por isso peça pra um dos rapazes que te ajudem com o táxi-carriola. Fica bem mais fácil pra levar as malas até lá em cima.

taxi carriola
Taxi Carriola – Fonte: Google Imagens

Hospedagem

Isso não é problema, pois você terá muitas opções para escolher, desde pousadas simples até hotéis mais caros.

Há pousadas nas praias e no centrinho. Dessa vez optei para ficar no centro, porém você terá que andar um pouco para chegar até às praias.

Se você ficar na beira da praia, terá que subir todos os dias se quiser comer à noite ou passear na vila. Mas Morro de São Paulo é isso. Prepare-se, pois, você vai andar muito…

Por lá

As praias: a Primeira Praia é a menor em extensão, e se você for do tipo aventureiro vai gostar de pegar a tirolesa lá do alto de um morro e chegar diretamente nessa linda praia.

IMG00024
Tirolesa para a Primeira Praia – Fonte: Viaje Caju
IMG00023
Vista da Primeira Praia – Fonte: Viaje Caju

Se quiser agitação, fique na Segunda Praia. À noite, os bares ficam abertos, há várias barraquinhas com uma infinidade de frutas que até quem é brasileiro nunca viu na vida, e com elas se fazem as caipirinhas. Ai, as caipirinhas! Tem de cupuaçu, graviola, acerola, de tudo o que você imaginar. Só de olhar você já se satisfaz, pois as frutas decoram a noite de Morro.

Na Terceira Praia é onde ficam várias pousadas e é um ótimo lugar pra tomar um banho de mar. As águas são limpas e mornas.

Quarta Praia é a mais extensa e quase deserta.

Se tiver fôlego pra chegar até a Quinta Praia (ou Praia do Encanto) encontrará um local ainda mais intocado. Lindo demais!

Do outro lado, ficam as Praias de Gamboa, onde há uma grande parede de argila, e a Prainha do Forte. Aliás o pôr-do-sol no Forte é maravilhoso! Vale a pena passar uma tarde lá.

morrodesp1 (58)

Outra dica é ver o pôr-do-sol no bar e restaurante Toca do Morcego.

Os turistas: há pessoas de todos os lugares mesmo. Lembro que em alguns restaurantes os brasileiros eram exceção. Você ouve pessoas falarem diversas línguas. É muito interessante, pois pelos sons que ouvi, nem parecia que estava no Brasil. Mas de repente, você está jantando e escuta um mini-escola de samba passar. Aí você diz: Ah, lembrei, estou no Brasil!

Dicas

  • Fique pelo menos uns 7 dias pra poder aproveitar bastante, conhecer todas as praias e outros lugares por perto, como por exemplo, Ilha de Boipeba.
  • Antes de ir, tome um remédio, caso você tenha histórico de passar mal em barcos. Vá preparado para andar muito, pois é o que você mais vai fazer.
  • Leve snorkel e máscara. Quando mergulhei nas piscinas naturais da Quarta Praia, vi muita vida marinha, incluindo uma moreia.

Resumindo, conhecer Morro de São Paulo vale muito a pena! É estar em contato com a natureza, conhecer um novo mundo, sem carros, sem stress, com muito sol, praias e diversão.

Clique aqui para mais dicas e roteiro personalizado.

Bjs e até o próximo post!

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s