Uruguai | Um vizinho que vale a pena visitar

Oi pessoal,

Você vai ficar com água na boca para conhecer o Uruguai, um país pequeno mas que reserva muitas boas surpresas. Já vou avisando que ainda não fui ao Uruguai (apesar de estar nos meus planos), então este post é contribuição da minha amiga Silvia Holz.

Ah, só por curiosidade: tenho amigos, inclusive a própria Silvia, que dispensaram o avião e foram de carro mesmo! Uma aventura que vale a pena.

Caso você opte por ir de carro, é bom lembrar o seguinte:

  • o seu carro tem que estar em ordem, claro, com boas condições para uma viagem tão longa;
  • tenha um bom roteiro definido, para inclusive descansar e dormir em algumas cidades antes de chegar ao destino final;
  • você deverá ter uma permissão para dirigir no exterior (PID) – consulte o site do Detran da sua cidade;
  • é obrigatório contratar o seguro Carta Verde – fale com seu corretor.

Se precisar de ajuda com roteiros, reservas de hotéis, etc. clique aqui ou envie um e-mail pra gente.

Bom, então agora vamos ver o que Uruguai nos reserva.

“Apesar de não me ver como escritora, me inspirei para falar de um lugar que considero minha segunda casa. Esse lugar é o Uruguai, um país pequeno, acolhedor, bonito, repleto de boas surpresas, muito próximo de nós brasileiros, e no entanto, mais desconhecido que qualquer lugar inóspito do outro lado do planeta! São apenas 3 milhões de habitantes, sendo que metade moram na capital, Montevideo.

Apesar disso, o Uruguai tem praia, campo, turismo urbano, vinicultura, cidades históricas e termas. Ou seja, é possível encontrar rotas turísticas para todos os gostos.

Entre os lugares mais conhecidos estão: Montevideo, Punta Del Este e Colônia Del Sacramento.

Hospedagem

Tem para todos os bolsos. O Ibis à beira-mar é uma boa opção. Ficar no centro também pode ser vantajoso. Você pode ficar no Hotel 3 Cruces, um pouco mais simples, porém com bom custo benefício. Dica: preste atenção à idade dos prédios onde se localizam os hotéis, pois muitos ficam em construções históricas. O importante é que o encanamento e fiação elétrica sejam novos para não haver problemas.

Alimentação

É claro que o cartão postal do Uruguay é a carne. E o lugar mais conhecido em Montevideo é o Mercado Del Puerto, parecido com nosso Mercado Municipal. É o lugar ideal para conhecer a carne e como ela é preparada.  El Mercado del Puerto fica exatamente na saída do porto, onde param os cruzeiros – ou seja, se for dia de Navio, o lugar estará repleto. Também é um dos lugares mais caros para se comer. Mas vale a pena a visita. Carnes e vinhos para todos os gostos. Sem falar na Cerveja de um litro… O bom de Montevideo é que dá para comer bem e barato (pelo menos para os Paulistanos, os preços de lá são mais em conta) em qualquer lugar. Há uma rede de restaurantes, chamada La Passiva. Há um cardápio bem variado. Nós somos viciados nos “panchos”  – ou seja, cachorro-quente.  Lá vem só o pão e a salsicha! São uma delícia. Também tem Chivitos – seria um prato que vem um monte de coisas: carne, salada, ovo frito, maionese, batata frita… enfim, mata a fome de qualquer um. Enfim, opção é que não falta. Em média, um casal come muito bem, com vinho e sobremesa, pagando em média de R$ 80 a R$ 100,00.

Chivito_280x221
Chivitos – Foto: Google Imagens

Doces

Em minha opinião o melhor “Dulce de Leche” do mundo é do Uruguai!!! O doce uruguaio é bom porque não é muito doce. A marca Conaprole é uma das melhores (eles também tem iogurte, leite, queijos, etc). As “masitas” então, são irresistíveis. Seriam nossos doces tipo Ofner, amor aos pedaços… tortinhas, mousses, bombas – mas de uma qualidade muito superior. Aqui encontramos algo parecido nessas “delicatessen francesas”… E não posso esquecer dos “Bizcochos” – que se compra nas padarias por peso. São mini-croissants, pãezinhos, roscas, doce ou salgado – ai que delícia!

Vinhos

O mais famoso é o Tanat – tinto, forte, perfeito para acompanhar as carnes. Mas eu sou fã de brancos e rosês, e mesmo assim, não passo vontade lá não…. são diversas opções. Não dá para comparar com o turismo de Mendoza (Argentina) ou Chile, porém há várias opções. “As Bodegas” mais indicadas para uma visita guiada, com ou sem degustação: http://juanico.com/enter.html ou ttp://www.bodegafilgueira.com ou http://www.stagnari.com. O preço do vinho é quase ridículo. Tem garrafas de bons vinhos, em qualquer supermercado, a partir de R$ 10,00.

Roteiro

Quem vai para o Uruguay pela primeira vez deve planejar um roteiro básico. Aconselho a ir com calma e sair da neura de conhecer tudo em poucos dias.  Aí vai depender da escolha do viajante: mais turismo urbano? Fique mais um dia em Montevideo. Adora uma praia? Também fique um dia a mais em Montevideo, ou então, em Punta – tem praias para pelos menos 2 dias de passeio sem repetir…. Gosta mais de história e quer esticar para Buenos Aires? Fique em Colônia. Quer tomar vinho? Fique mais um dia para esse passeio.

Imperdível? Então vc terá que conhecer:

Montevideo: Mercado del Puerto, passeio a pé pelo centro (Ciudad Vieja), Plaza Independência, Teatro Solis, Avenida 18 de julio – tudo isso é pertinho um do outro. Estadio Centenário. Parque del Prado. Praias (são mais de 20km de praia em Montevideo). Para quem gosta, tem cassino também para tentar a sorte (pertinho do hotel Ibis).

Punta Del Este: as praias, claro. Lugar muito legal, chique. Vale a pena um passeio a pé ou bicicleta. As mansões são hollywoodianas. Tem o Hotel e Cassino Conrad. Lojas de grife – mas também caras. No caminho para Punta, mais especificamente em Punta Ballena, fica a Casa Pueblo, uma mistura de museu, hotel e casa de Carlos Paez Villaró, grande amigo de Vinícius de Morais. O “must” é se organizar para pegar o pôr-do-sol lá, tomando um vinho, ouvindo poesias pelo som ambiente (muitas vezes, músicas de Vinícius), só olhando aquele marzão  – maravilhoso! Outro lugar perto de Punta e não tão conhecido, mas muito legal também é Piriápolis (praia).

Se tiver tempo, vá para Colônia. Cidade histórica, linda, ruas de pedra, praias de água doce (rio da prata). De lá dá para pegar um barco e atravessar para Buenos Aires.

E eu ainda nem falei de baladas…. tango, carnaval, bares, compras. Enfim, deve-se levar tudo isso em conta para dar tempo. Tenho absoluta certeza que o viajante se surpreende com a viagem.

No caso compras, fico o tradicional: couro e lã. São produtos de excelente qualidade, mas paga-se bem pela qualidade. Sapatos de couro legítimo, excelente qualidade, feminino ou masculino, em média R$ 300,00. Pode-se, aproximadamente, comparar com uma Corello da vida… Jaqueta de couro masculina, dá para encontrar por R$ 100,00 – mas deve-se prestar atenção no acabamento e qualidade do couro. Melhor qualidade, maior preço. É assim em qualquer lugar do mundo, certo?

Fora isso, não acho que valha muito a pena investir nas compras… perfumes, maquiagem, etc. encontramos por aqui mesmo e/ou no free-shop.

Cuidado:

Atualmente, como em qualquer lugar do planeta, tomar muito cuidado com trombadinhas. Principalmente na área do Mercado do Porto. Se resolver contratar alguma agência local para passeios turísticos ou aluguel de carro, procure por intermédio do hotel ou de algum conhecido.

Dicas para o turista:

http://www.visit-uruguay.com

Para quem quiser um gostinho prévio das carnes, doce de leite e vinhos, vá à churrascaria El Tranvia – na Rua Conselheiro Brotero… aqui em Sampa mesmo. Caríssima, mas muito boa!

Então, divirta-se e encante-se com o Uruguay!!!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s