Sob o sol da Toscana

Então pessoal, na verdade, foi mais “sob a chuva da Toscana” rsrsrs, mas ainda assim foi lindo!

O que é a Toscana? Toscana é na verdade uma região da Itália, que engloba aquelas paisagens lindas que vemos em filmes (que fica mais no interior), e também a capital vibrante e renascentista, Florença.

Nós visitamos um pouco dos dois. O que me inspirou a visitar e conhecer a Toscana foi um filme que eu assisti lá em 2003, com a Diane Lane, chamado Sob o Sol da Toscana (em inglês: Under the Tuscan Sun). O filme fala de uma escritora desiludida com a vida que vai visitar a Toscana, acaba se apaixonando pelo local e por uma casa, e resolve se mudar pra lá. E sabe, a casa realmente existe, e o filme é baseado em fatos reais. A escritora é mesmo dona daquela casa! Bom, daqui a pouco eu volto nessa parte.

Muita gente fica na dúvida: por onde começar? Então vou fazer um resumão:

  • alugue um carro (isso é quase imprescindível para conhecer as pequenas cidades da Toscana);
  • tenha como base uma cidade e dali visite as outras, para não ter que mudar toda hora de hotel;
  • eleja algumas cidades que queira visitar (abaixo vou falar das mais famosas e quais escolhemos);
  • escolha uma ou duas vinícolas para degustação de vinhos;
  • vá com espaço na mala, para poder comprar muitos vinhos.

Aluguel de carro

Eu disse que é imprescindível estar de carro pois as cidades menores não tem muitos ônibus e são conectadas umas às outras por estradas meio que desertas. Fora que achar alguns lugares, mesmo estando com o GPS, é bem difícil. Se você não dirigir ou não quiser alugar um carro, pode ter como base Florença e fazer um passeio de um dia para alguma cidade do interior da Toscana (várias agências oferecem esse serviço). Eu aluguei o carro direto do Brasil, paguei antecipado em Reais (eu preferi assim) por esse site. O valor que bloquearam no cartão de crédito foi de 200 Euros.

Qual cidade escolher como base?

Algumas pessoas escolhem Florença, a capital da Toscana. Porém, eu preferi ficar em uma cidade menor (bem menor) chamada San Quirico D’Orcia. Ela fica no Val D’Orcia, local muito conhecido pelas lindas paisagens, algumas delas até apareceram em filmes famosos (como Gladiador, por exemplo). A cidade é bem pequena, mas era perto de outras mais conhecidas que queríamos visitar. Veja abaixo as distâncias:

De Montalcino (14,5km)

De Montepulciano (24,5km)

De Siena (48km)

De San Giminiano (84km)

De Florença (114km)

Eu achei que ficar em Florença, há mais de 100 km das pequenas cidades, não ia ser muito bom, e sim cansativo. As cidades mais conhecidas são as listadas acima. Mas tivemos que escolher apenas duas delas, por causa do tempo curto. Visitamos Montalcino e Montepulciano. Fomos para Florença também (falarei só sobre ela em outros posts).

IMG_2710
Essa foto está muito aproximada, por isso não está tão bonita. Mas essa capela é uma das imagens mais famosas da Toscana. – Foto: Viaje Caju

As cidades que visitamos

Como eu já disse, ficamos em San Quirico D’Orcia, uma pequena cidade com certa de 3 mil habitantes, muito charmosa. O hotel foi um dos mais baratos de toda a viagem. Dá uma olhada aqui, e se quiser hospedagem, clique aqui. Em San Quirico, fomos a um ótimo restaurante chamado Trattoria Al Vecchio Forno. Atendimento excelente, local charmoso e comida maravilhosa. Dá uma olhadinha nos pratos aí!

IMG_2435
Carpaccio da Trattoria Al Vecchio Forno – Foto: Viaje Caju
IMG_2436
Uma das massas do restaurante – Foto: Viaje Caju
IMG_2442
Talharim com trufas negras – Foto: Viaje Caju
IMG_2456
Decoração da Trattoria Al Vecchio Forno

Para a degustação de vinhos, escolhemos Montalcino. É de lá que vem o Brunello, um dos melhores vinhos italianos. Esse tipo de vinho é feito das uvas Sangiovese, e algo que aprendi ao fazer a degustação e o tour pela vinícola é que, somente em Montalcino, existe esse tipo de vinho. A mesma uva pode ser plantada em diversos solos, porém, apenas naquela região ela resultará no vinho Brunello. Além disso, o Brunello de Montalcino, tem que ficar “descansando” por 5 anos, ou seja, o Brunello mais novo que você vai tomar será sempre da safra de, no mínimo, 5 anos atrás. Quanto mais velho, mais caro. Nós compramos da safra de 2012, pois era o mais em conta, cerca de 25 Euros. Esse vinho aqui no Brasil, custa mais de R$ 500,00!

A vinícola que visitamos se chama Fattoria dei Barbi (veja o site deles). O lugar é lindo, calmo e a moça que faz o tour com a gente fala um inglês perfeito, então dá pra entender tudo mesmo. Durante a degustação, ela vai explicando como são feitos aqueles vinhos, as diferenças entre um e outro, etc. Além dos vinhos, eles vendem também azeites. Você já deve ter ouvido falar que os azeites na Europa são maravilhosos. O paladar é bem diferente dos que temos no Brasil. Trouxemos alguns azeites também, e como eram em lata, não tinha problema de quebrar.

IMG_2505
Fattoria dei Barbi – Foto: Viaje Caju
IMG_2532
O famoso Brunello di Montalcino – Foto: Viaje Caju
IMG_2539
O Brunello no “forno” – Foto: Viaje Caju
IMG_2553
Queria trazer uma dessas pra casa – Foto: Viaje Caju

Outra cidade que visitamos foi Montepulciano. Não fizemos degustação lá. Vai ficar para uma próxima vez. Aliás, eu acho que a Toscana merece uma viagem exclusiva sabe, daquelas que você vai e fica vários dias… Quem sabe numa próxima vez! Assim como as outras cidades do interior da Toscana, Montepulciano é charmosa, pequena, cheia de restaurantes, e fica bem no alto! Lá nós passeamos um pouco pelas ruas e comemos uma fogaccia em um pequeno restaurante, onde, inclusive, a garçonete é filha de brasileira (por isso ela falava um pouco de português). Conversamos com ela e com outro rapaz que trabalhava lá para perguntar como é a vida numa cidade pequena. Eles disseram que não moravam lá, mas em uma cidade próxima, também pequena e que achavam tudo muito parado! rsrsrs Ou seja, o que pra gente é o máximo para os jovens italianos é um pouco chato…

IMG_2724
A serenidade no rosto de quem é gato em Montepulciano – Foto: Viaje Caju

 

Passamos também por Cortona, onde fica a casa da filme citado acima. A estrada é estreita, charmosa, bem típica da Toscana. A casa fica no alto, e a vista deve ser linda, pois fica bem em frente a um vale todo verde e extenso. Muitas das dicas que eu peguei para visitar a Toscana, inclusive de onde achar a casa do filme, eu pesquisei no site Passeios na Toscana. Coloca no Google. É o primeiro que aparece.

 

IMG_2743
Bramasole, a casa do filme Sob o Sol de Toscana – Foto: Viaje Caju
IMG_2742
A casa do filme – Foto: Viaje Caju
IMG_2798
Essa a vista que se tem da rua da casa – Foto: Viaje Caju

 

Além dessas cidades, passamos por Pisa, (quando estávamos a caminho de Cinque Terre) só para ver a Torre mesmo (apesar de não ser a favor de só passar, mas nesse caso, foi o que fiz). Gostei bastante da cidade, eu iria novamente e até dormiria lá. É cheia de restaurantes e cafés. Um ótimo lugar também para comprar lembrancinhas de viagem. Bem mais barato que Roma! Fica a dica!

IMG_2882
A praça mais famosa de Pisa com a Torre ao fundo – Foto: Viaje Caju
IMG_2893
A famosa Torre de Pisa – Foto: Viaje Caju

O que ficou para uma próxima?

Siena, sem dúvida! É uma cidade maior, com muita história. Como foi a nossa primeira vez, eu quis me dedicar mais aos vinhos, e às cidades bem pequenas. Passamos em frente à Siena, ficamos com aquela vontade de parar, mas como estávamos indo para outro destino, vamos deixar para uma próxima.

Eu não sou a favor de só fazer check in de cidade em cidade (apesar de ter feito isso em Pisa). Se for para ficar muito pouco, eu prefiro nem parar. Outra que ficou para outra vez é San Giminiano. Tudo o que eu li sobre essa cidade me fez querer ir, mas também não deu!

Quais foram minhas impressões da Toscana?

Foi um sonho realizado, um sonho de mais de 14 anos! Mas valeu muito a pena. É um lugar que com certeza eu vou voltar. Em uma próxima vez, eu ficaria mais tempo em cada cidade, visitaria outras vinícolas e traria mais vinhos.

Espero que as dicas tenham ajudado, e se tiver dicas ou dúvidas, deixe seu comentário!

Bjs e até o próximo post.

 

 

 

 

3 comentários em “Sob o sol da Toscana

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s