Cidadania Italiana: Por que retificar documentos?

Oi pessoal! Vou continuar contando aqui como anda o processo do reconhecimento da minha cidadania italiana.

Vou dar algumas dicas sobre como fazer a retificação de documentos, coisa que quase a maioria das pessoas precisa fazer.

No meu caso, todas as certidões continham erros, pois quando meus parentes vieram da Itália o sobrenome mudou. Imaginem que tristeza e que trabalhão! O sobrenome na verdade foi meio que “abrasileirado”, e ficou bem diferente do original.

E aí, surgiram muitas dúvidas; se eu realmente deveria retificar ou não, pois mudaria também os meus documentos, etc. Fui instruída a retificar sim! Pois ir para a Itália com documentos com erros pode levantar dúvidas se realmente somos daquela família. Além de sobrenomes, havia também datas erradas e idade, o que realmente lança dúvida sobre quando a pessoa nasceu ou morreu, e se aquela pessoa é realmente da família em questão.

Então vou explicar o passo a passo dessa fase.

1. Análise de documentos

Antes de qualquer retificação, é preciso fazer a análise de documentos. Esse é um processo que você mesmo pode fazer (ou pode também contratar alguém), depois de estar com TODAS as certidões em mãos, inclusive a certidão que veio da Itália. Não adianta querer retificar documentos sem antes estar com todas as certidões em mãos. Se você mesmo for fazer essa análise, precisa de muita atenção, inclusive com datas e idades, pois isso pode ser um problema lá na frente. O meu caso era bem complexo: tinha certidões com muitos erros, então eu decidi contratar a Débora (Direito Cidadania Italiana) para fazer a análise para mim.

2. Retificação administrativa

É a retificação que você mesmo pede no cartório, ou seja, não precisa pagar advogado. É preciso apresentar uma espécie de petição ao cartório, elencando todos os erros que devem ser retificados. Mas aí tem uma questão importante: alguns cartórios fazem a retificação administrativa, porém, somente se as certidões italianas estiverem apostiladas. As minhas não estavam. E como os erros eram muitos, eu decidi partir para a Retificação Judicial. Quanto tempo demora? Realmente não sei…

3. Retificação judicial

É a retificação que você solicita ao juiz por meio de um advogado. Não é algo muito barato, mas no meu caso eu preferi optar por isso, pois como eu disse, minhas certidões não estavam apostiladas e também os erros eram muitos. O trabalho que eu ia ter para pedir no cartório seria tanto (ainda mais que eram vários cartórios diferentes), então eu preferi pagar para não arriscar. Quanto tempo demora? A advogada que eu contratei me disse que demoraria entre 3 meses a 1 ano, mas que a média era de 6 meses. Sim! Essas coisas demoram, pois o juiz tem que analisar, depois dar o parecer, etc. No meu caso, eu dei muita sorte (acho que a primeira sorte desse processo todo!). Em menos de dois meses saiu o parecer do Ministério Público favorável ao pedido, mas ainda estou no aguardo da sentença do juiz. (Não faço ideia do que isso significa, mas estou aguardando aqui ansiosamente).

Bom galera, como eu já disse e volto a repetir, não sou especializada em cidadania. Então uma dica que eu dou é a seguinte: tem que ir fazendo as coisas aos poucos. Não precisa entender de tudo de uma vez. A gente vai meio que matando um leão por dia, ou por fase. E essa é a fase em que me encontro: a fase das retificações.

Assim que eu passar para a próxima fase, vou explicar tudo aqui para vocês!

Beijos!!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.